Laminação moldes abertos

 

 

Guia de processos resina de laminação manual e spray-up

Como calcular a espessura do laminado:

Para laminados com aproximadamente 0,3 mm: Utilizar 700 Grs. de resina L-120 e 1 m2 de manta de fibra de vidro 300 Grs./m2.

Para laminados com aproximadamente 0,45 mm: Utilizar 1 Kg de resina L-120 e 1 m2 de manta de fibra de vidro 450 Grs./m2.

Para promover aderência do Laminado em peças de fibra de vidro:

Limpeza da superfície para eliminação de óleos, graxas, etc. Após a limpeza, Escovamento, lixamento ou Jateamento para promover Rugosidadee eliminar partículas na nata formada na superfície.Este tratamento promove a rugosidade necessária para perfeito ancoramento do Laminado,antes de iniciar a laminação é importante limpar a área que irá receber o laminado com monômero de estireno para eliminar as partículas de poeira e conferir condições para promover uma perfeita aderência  entre as partes .

Para promover aderência do laminado em tanques de concreto

1)      Tratamento do Substrato – Limpeza para a eliminação de óleos, graxas, etc. Após limpeza, escovamento ou jateamento para promover rugosidade e eliminar partículas na nata formada na superfície. Este tratamento promove a rugosidade necessária para perfeito ancoramento do revestimento.

2)      Primer – Constítuido por uma fina camada de resina. Aplicar a resina previamente catalisada até preencher  completamente os seus poros para evitar posterior absorção de resina de laminação do revestimento.

3)      Camada Base – Mistura de Resina e cargas minerais inertes aplicadas com espátula ou desempenadeira na espessura de 1,5 a 2,5 mm. Essa argamassa deve conciliar um alto teor de carga (80 – 85%) com facilidade de aplicação. Essa camada é de fundamental importância, pois absorve as tensões geradas pela diferença entre os coeficientes de dilatação térmico-linear dos diferentes substratos  (concreto) e as camadas do revestimento de plástico reforçado em fibra de vidro. Essas diferenças podem gerar ao se variar a temperatura, tensões de cisalhamento entre o substrato e o laminado causando trincas e delaminações.

4)      Camada de Reforço – Essa camada só é necessária quando o equipamento estiver mecanicamente comprometido, ou então, sujeito a grandes trabalhos. Intercalar tecidos (600 ou 300g/m2) e mantas (300 ou 450 g/m2) de fibra de vidro conforme a resistência mecânica necessária.

5)      Acabamento – Constituído por uma fina película de resina  com 0,4 a 0,6% de parafina  para evitar uma curasuperficial pobre, devido a inibição pelo ar. O bom comportamento do revestimento dependerá da perfeita catalisação das resinas .

Recomendando usar o catalisador Brasnox DM50E

CLIQUE NA IMAGEM PARA DOWNLOAD